quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

CURIOSO, CURIOSO...

Eu nunca duvidei que o F. C. Porto pudesse vencer o Estoril-Praia na meia jornada que foi adiada por causa de acontecimentos extra-desportivos, que são do conhecimento geral. Mas confesso, que nunca imaginei que fosse da maneira que muitos adeptos do Desporto-Rei puderam ver no estádio António Coimbra da Mota ou através da transmissão televisiva. Um autêntico escândalo !!! Aquele primeiro golo (validado aos tripeiros) com quatro 'dragões' nitidamente fora-de-jogo ficará, certamente, nos anais do futebol português. Curioso é que aquilo que toda a gente viu, tenha passado despercebido ao juiz de linha, ao árbitro principal (que se encontrava a poucos metros de distância dos protagonistas) e, sobretudo, ao VAR; que se desconsiderou validando aquilo. Respondam meus senhores : -até quando é que trapalhices desta natureza (que nos envergonham a todos) vão continuar a desnaturar o nosso futebol ? Só mais uma coisinha : sem querer lançar suspeitas sobre a atitude da equipa da Linha, também não consigo perceber a estranha passividade do Estoril; que, contrariamente ao que acontece (e até segundo palavras do seu próprio técnico) «meteu dó». Enfim ! Siga o baile...

O FANTASMA DO BASTARDINHO

Esta garrafa de Bastardinho (um vinho fino da península de Setúbal) é proveniente de Azeitão. Um Bastardinho do Lavradio (Barreiro) está extinto há muitas décadas e este que aqui vemos é um dos derradeiros com esta denominação existentes no mercado. Pelo facto da sua raridade, é vendido a preço de ouro; o que não é de espantar. É pena que este tesouro tenha desaparecido em consequência da fúria urbanística que assolou aquela bonita região do país e que concorreu, directamente, para o fim deste saudoso néctar. Um património que nunca se deveria ter perdido...

RETRATO DO 'PADRE VOADOR'


Mergulhado nos seus estudos, eis Bartolomeu Lourenço de Gusmão, o 'Padre Voador'. Cujas ideias e inventos lhe valeram a perseguição da tenebrosa Santa Inquisição; apesar de, ele próprio, estar intimamente ligado à Igreja, pois era padre jesuita. Este retrato do pioneiro setecentista da aeroestação, foi pintado pelo artista brasileiro Benedito Calixto (1853-1927), afamado pintor, natural de Itanhaém, uma cidade do litoral paulista. Quanto a Gusmão, refira-se que nasceu em Santos (Brasil) em 1685 e faleceu em Toledo (onde estava exilado) em 1724. A tumba do inventor da 'Passarola' foi identificada em 1856 na igreja de São Romão, daquela cidade espanhola, e parte dos restos mortais de Gusmão foram solenemente transladados, já no século XXI (no ano de 2004), para a Catedral Metropolitana de São Paulo. O escritor José Saramago (detentor do Prémio Nobel da Literatura) fez de Bartolomeu de Gusmão uma das personagens principais do seu romance «O Memorial do Convento».

CAMPINO DO RIBATEJO


Campino de Portugal,
Ergue bem alto o pampilho,
Corre atrás desse novilho,
Que quer fugir do cercado.
Campino de Portugal,
Tu serás sempreo primeiro,
Quer no fandango ligeiro,
Quer numa espera de gado...

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

AI, SE FOSSE O BENFICA...


A vitória do Sporting contra o Tondela, na última jornada da 1ª Liga de Futebol, está a fazer correr muita tinta nos jornais e a provocar sarcasmos e/ou comentários indignados a muita boa gente. Eu não quero dizer grande coisa sobre o assunto. Só quero fazer esta inocente pergunta : -E se, no lugar do S.C.P., estivesse o Benfica ? -Como reagiria o mundo leonino (mas não só) ao facto dos encarnados terem vencido um jogo quase 10 minutos depois de ter terminado o seu tempo regulamentar ?

-ALMOÇAR COM RAFEIROS E COM BICHANOS ? NÃO, OBRIGADO !

Parece que os deputados portugueses votaram uma nova lei, que franqueia as portas dos restaurantes aos animais de companhia. A todos, sem excepção, sejam eles cães, gatos, coelhos, jibóias, iguanas, ratinhos da Índia, saguins, tarântulas e a outros bichos que agora estão na moda ! E que poderão, desde logo, ir chatear quem procura nesses estabelecimentos (para além de uma boa refeição) a tranquilidade a que cada um deve ter direito. Nada tenho contra os animais, pois posso perfeitamente coexistir com eles, mas, perdoem-me a sinceridade, com os quais eu não quero conviver. Detesto as pessoas que os maltratam e acho que tal atitude (altamente incorrecta) deve ser punida por lei, mas permitam-me escolher o convívio dos humanos; com quem eu acho ter mais afinidades e razões para partilhar restaurantes e outros espaços públicos. Penso que leis tontas desta natureza vão estragar o negócio a muita gente ligada ao ramo de actividade em questão. Eu cá por mim (que frequento raramente restaurantes, por razões ligadas à falta de carcanhol), indo essa lei avante, nunca mais lá poria os pés. Porque acho que, como diz o ditado, cada macaco deve ficar no seu galho. E já agora, lá vai mais uma 'boca' politicamente incorrecta : acho que retirar certos animais ditos de companhia do seu habitat também deveria ser crime.

domingo, 18 de fevereiro de 2018

IMAGEM DA GUERRA NAVAL


Este navio é o couraçado «Marat», da armada soviética; que, na ilustração, é submetido a um bombardeamento de 'Stukas' pela aviação nazi. E que replica com o fogo de todas as suas armas antiaéreas. Como é visível na imagem (à direita) o navio está fundeado. Pois, por já ser obsoleto, o «Marat» (aliás como outros dos seus congéneres das forças navais da URSS) serviu, essencialmente, na defesa de portos, por não poder competir, em mar aberto, com as modernas unidades navais da frota inimiga. Ainda assim, esses velhos navios prestaram relevantes serviços durante a Segunda Guerra Mundial, devido à coragem e abnegação dos seus oficiais e marinheiros. (Clicar com o rato sobre a imagem, para a ampliar).